Sétima arte #17: Um Lobisomem Americano em Londres

lobisomem1

.

FICHA TÉCNICA:
Filme: Um Lobisomem Americano em Londres/ An American Werewolf in London
Ano de Lançamento: 1981
Direção de John Landis
Roteiro de John Landis
Elenco: David Naughton, Jenny Agutter, Griffin Dunne.
Duração/Gênero: 97 minutos/ Terror

 .

Neste Halloween mantenha o pé na estrada e cuidado com a Lua cheia.

 .

            Diga-se de passagem: filme de terror não é muito meu forte, por dois motivos: Medo de escuro e trauma de infância causada por primos. O primeiro trauma, inclusive, foi causado por um filme de terror: No cair da noite. Se você gosta de um clássico filme de terror com todas as nuances que um filme desse gênero deve ter, então, No cair da noite é uma ótima dica. Pensei em escrever sobre este, porém, se passados mais de cinco anos, ainda não consegui superar, se voltar a ele, terei que viver com esse terror psicológico por mais, vá lá, cinco anos. Descartei. E quanto ao segundo trauma: quem é a caçula da casa sabe o que é comer o pão que o diabo amassou na mão dos irmãos ou primos mais velhos; no meu caso, como nunca tive irmãos, fui atormentada pelos meus primos. Sempre passávamos o clássico fim de semana na casa da vovó regado a muitos filmes; dentre esses filmes sempre estavam lá os de terror: o massacre da serra elétrica, sexta-feira 13 e por aí vai. A pobre coitada que vos escreve sempre dormia e lá estavam os primos para atormentar a vida de uma criança. Citados os dois traumas que me perseguem, e irão me perseguir pela vida inteira, direi que apesar do pesares, até gosto de filmes/séries de terror; atualmente, mais as séries, como American Horror Story e Penny Dreadful (inclusive, esperava mais um pouco de alguns capítulos, mas é altamente recomendável).

            Tomei tenência e coragem para assistir filmes que deixei de lado a vida toda e resolvi, por fim, esquecer esses traumas e assistir a filmes de terror. A começar por Um Lobisomem Americano em Londres. Em resumo da obra, o filme conta a história de dois estudantes, David e Jack (que parecem dois integrantes perdidos dos Beatles), que resolvem passar três meses em uma excursão pela Europa, e ao passar por uma área rural e bem longínqua da Inglaterra, os turistas recebem dois avisos amedrontadores dos moradores locais: mantenham-se na estrada e cuidado com a lua. Quando, embrenhando-se pela mata, são atacados por um, até então, desconhecido animal, Jack acaba sendo morto, mas David consegue sobreviver e é levado para internação em um hospital em Londres. Tempos depois, David não consegue rememorar o ocorrido, e concomitantemente a essa desmemorização, o rapaz recebe visitas mal-assombradas do amigo Jack, que nessas visitas acaba por avisar que o animal, na verdade, era um lobisomem e que David iria acabar se tornando um lobisomem. Então, Jack propõe que David se suicide antes da próxima lua cheia para a libertação tanto do próprio, quanto de Jack, que já não aguentava mais a situação de morto-vivo.

.

lobisomem2

.

            Então, David, acaba por deixar o hospital e ir viver com a enfermeira Alex. Durante o sua estadia, a lua cheia aparece e o que Jack temia acontece: David transforma-se em um animal monstruoso e sanguinário, e acaba por sair à noite perambulando. No dia seguinte, David não lembra-se de nenhum momento da noite passada, e só percebe que virou um assassino quando recebe outra visita de Jack, que o explica tudo e tenta o convencer sobre o suicídio. 

            John Landis, que era conhecido até então pelos filmes de comédia O Clube dos Cafajestes e Os Irmãos Cara de Pau, consegue criar um clássico do terror, mesclando este com o humor negro, sem cair na tosquice de um filme que futuramente irá parar na sessão da tarde. O clássico Lobisomem aqui consegue ganhar vida e encher os olhos dos que ainda gostam de ter medo dessa criatura mítica e animalesca, e que de uns tempos para cá foi deturpada por causa de romances (você sim, Crepúsculo). A partir deste clássico cult do terror, o Lobisomem foi povoando mais ainda o imaginário do mundo das artes e aparecendo cada vez mais nas histórias, e até no mundo da música. Inclusive, Michael Jackson ficou tão vidrado no filme que convocou John Landis e Cia., para dirigir o Thriller que foi e é, ainda hoje, o (na minha humilde opinião) melhor vídeo musical de todos os tempos. John e Michael criam praticamente uma viagem às figuras míticas como o lobisomem e o zumbi neste curta de horror transfigurado em videoclipe. Além dessa homenagem ao filme de Landis no clipe do Michael, Landis reutilizou os efeitos sonoros do filme na transformação do primeiro ato.

            Além de ser um clássico e prender a atenção do público com um bom roteiro e bons efeitos especiais, Um Lobisomem Americano em Londres influenciou um dos maiores videoclipes da história da música mundial, tornando-se um divisor de águas. Então, bom Halloween e reiterando o que os créditos finais do filme dizem: “Todos os personagens e eventos do filme são fictícios. Qualquer semelhança com algum acontecimento atual ou pessoa, viva, morta, ou morta-viva é mera coincidência”.

.

 .

A transformação do Lobisomem:

 

.

Thriller, de Michael Jackson:

.

.

.

assinatura maria

 

 

Anúncios

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s