[Resenha] À Primeira Vista – Nicholas Sparks

Título: À primeira vista
Autor: Nicholas Sparks                                                                                
Editora: Arqueiro                                                                                              
Número de Páginas: 256                                                                                  
Ano de Publicação: 2011

.

blog 001                                                                                   
 

 .

Sinopse

 .

Jeremy Marsh tinha três certezas: jamais se mudaria de Nova York, não se apaixonaria novamente e nunca teria filhos. Mas, agora ele está prestes a se casar com Lexie Darnell e aguarda a chegada da primeira filha, enquanto conduz a reforma de sua nova casa na pequena cidade de Boone Creek, na Carolina do Norte. Em meio a tantas mudanças, Jeremy luta para reencontrar o equilíbrio pessoal e profissional ao lado da mulher que o fez mudar todos os seus planos. Quando tudo parece estar entrando nos eixos, Jeremy recebe um misterioso e-mail que dá início a uma série de acontecimentos que irão testar a força dessa paixão. Atormentado pela ideia de estar sendo traído, vivendo uma crise criativa que o impede de trabalhar e angustiado com a gestação complicada de Lexie, ele não poderia imaginar que o pior – e o melhor – ainda estava por vir. “À Primeira Vista”  é o libro magnifico e captura toda a incerteza, a tensão e a angústia da vida desse jovem casal, e nos faz lembrar dos dias de casais reais. Mas, também, retrata o romantismo, o companheirismo, a descoberta e o amadurecimento que só o verdadeiro amor pode proporcionar a duas pessoas que querem permanecer juntas.

 

Minha opinião

 .

À Primeira Vista surgiu de um epílogo de O Milagre, obra do mesmo autor. O texto, por ter ficado muito extenso, acabou virando uma continuação do primeiro, o que em minha opinião: foi desnecessário. Embora seja uma continuação, a leitura de À Primeira Vista não depende de seu antecessor para ser compreendida, pois as tramas são independentes. Porém, as duas histórias são tão entrelaçadas que sugiro, sim, que sejam lidas, se possível, seguidas uma pela outra. A intensidade do enredo, para ser atingida por completo, depende das duas leituras, uma vez que, assim, torna-se possível compreender melhor a história de cada personagem e a construída entre eles.

A sensação de dúvida que me acometeu ao finalizar a leitura de O Milagre com relação à veracidade do relacionamento rapidamente surgido entre as personagens foi extremamente abordada e desenvolvida aqui, trazendo uma dose de realidade para a obra e reflexões sobre as dificuldades da vida a dois, típicas de outros livros do autor. Nicholas Sparks, soube construir personagens tão “sólidos” que, às vezes, parecem sair de nossa mente e se tornar reais mediante os fatos.

Como também aconteceu em O Milagre, achei boa parte da narrativa de Sparks um pouco lenta e parecia que o livro “não andava”. Contudo, achei os conflitos aqui mais interessantes, por conta da dose de realidade anteriormente citada. Dessa maneira, consegui me envolver mais com as personagens e com seus temores. Ainda sobre a narrativa, ironicamente ela contribuiu, também, para um dos pontos positivos da leitura, a meu ver: por representar a visão de Jeremy, meus sentimentos com relação à Lexie se alteravam conforme os dele próprio também se modificavam. Sparks, portanto, conseguiu me convencer da visão de seu protagonista e me manipulou conforme sua intenção.

Diferentemente do primeiro livro, À Primeira Vista retoma as características de outras obras do autor: a narrativa se desenvolve por conta de uma lembrança e paira sobre ela a expectativa de algum triste acontecimento. De certa forma, isso instiga o leitor a prosseguir com a leitura, imaginando todas as possibilidades se desenrolarem por entre as páginas. Devo dizer que imaginei os mais diversos desfechos e errei quase todos. Isso não remete, todavia, à originalidade da obra, apenas a mim, por ter cogitado seu final.

Em minha opinião, nenhum dos dois livros foram obras de destaque de Nicholas Sparks, considerando suas demais publicações, mas gostei mais de À Primeira Vista do que de O Milagre. Apesar de a narrativa ser mais lenta, a história narrada é bonita e tem seus momentos. Aos apreciadores do autor e de romances em geral, recomendo a leitura. Com um toque suave, Nicholas Sparks, consegue tocar nosso coração de forma única, que só um romancista como ele consegue fazer.

.

.

assinatura robson rocha

Anúncios

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s