10 personagens literários que todo leitor deveria conhecer pessoalmente

Quem nunca pensou em visitar o País das Maravilhas e tomar um chá com o Chapeleiro Maluco e a Lebre de Março? Ou ainda, seguir pela estrada de tijolos amarelos com Dorothy e seus amigos até a Cidade das Esmeraldas? Fazer essas aventuras com nossos personagens preferidos foi o que nos motivou a escrever este artigo. Sim, queremos conhecê-los pessoalmente, mesmo que seja por pouco tempo… São muitos os personagens que gostamos e selecionamos dez para você visitar.

.

Nossa seleção de personagens para conhecer e acompanhar em suas aventuras:

.

10 – A Galinha dos Ovos de Ouro

Conhecer a Galinha dos Ovos de Ouro sempre foi um desejo meu e aposto que o de muitas pessoas. Confesso a escolha foi movida pelo meu lado capitalista consumista. No entanto, ela ficou em décimo lugar na minha lista porque eu não saberia viver explorando alguém. Acho que eu só gostaria de ver ela depositando um ovo de ouro no ninho e era isso… Eu saciaria a minha curiosidade!

.

9 – RaposaO pequeno príncipe, de Saint-Exupéry

A Raposa é um personagem tão carismático, acho impossível o leitor de O Pequeno Príncipe não ter vontade de conhecê-la. Ela representa o amigo verdadeiro, que compartilha os bons e maus momentos. Todos nós precisamos de alguém assim, não?

.

8 – EspantalhoO Mágico de Oz, de Frank Baum

O Espantalho, Dorothy e Totó.

O Espantalho sempre foi meu personagem preferido d’O Mágico de Oz. Apesar da falta de cérebro, sempre tem ideias excelentes para fugir dos perigos e auxiliar os seus amigos até à Cidade das Esmeraldas. Na verdade, o Espantalho é inteligentíssimo e um grande amigo de Dorothy.

.

7 – Sherlock Holmes

“Elementar, meu caro Watson!”

Apesar de considerado por muitos uma pessoa arrogante, admiro o personagem Sherlock Holmes, criado por Arthur Conan Doyle. Holmes é um detetive bastante orgulhoso e audacioso. Ele domina vários assuntos e sempre está correto em relação aos seus palpites. Além desse aspecto erudito, ele não possui traços de sentimentalismo, preferindo o aspecto racional.

Sempre achei intrigante a forma de raciocinar de Sherlock Holmes. Apesar dessa sua personalidade singular, Holmes deixa a “máscara gelada” (expressão usada por Dr. Watson) cair e revela um pouco de humanidade. Gosto desse personagem justamente porque ele desvenda mistérios como um quebra-cabeça.

.

6 – UlissesIlíada e Odisseia, de Homero

sereias

Ulisses e as Sereias

Ulisses sempre foi um dos personagens mais interessantes da literatura para mim. Ulisses é um herói grego, rei de Ítaca. Foi um dos personagens mais atuantes na Guerra de Troia, destacando-se pela sua prudência e sua astúcia. Muitas batalhas foram vencidas pelos gregos graças aos conselhos de Ulisses. Ele também era um grande guerreiro. Uma de suas mais famosas estratégias foi ajudar na construção do cavalo de madeira que permitiu a entrada dos exércitos gregos em Troia e a tomada da cidade. Ulisses também se destaca pela sua persistência, quando leva dez anos para retornar à Ítaca, após a guerra. Essas aventuras, narradas na Odisseia de Homero, mostram-nos como a inteligência de Ulisses foi fundamental para o seu retorno.

Por que conhecer Ulisses? Bom, primeiro porque ele possui todas essas qualidades que admiro em uma pessoa e depois porque, no mínimo, ele seria um ótimo guia turístico em uma viagem pela Grécia antiga!

.

5 – Willy WonkaA Fantástica Fábrica de Chocolate, de Roald Dahl

Willy Wonka é o fundador da Wonka Candy Company e o inventor de doces como as Barras Wonka. Ele é um gênio incomparável na confecção de chocolates, inventando produtos a princípio aparentemente impossíveis que capturam a imaginação do mundo, como o sorvete que nunca derrete e pequenos ovos doces que são quebrados no nascimento de pássaros de chocolate que se mexem e piam. Seus produtos são exportados e vendidos em todo o mundo.

Alguém tem dúvidas de que seria ruim conhecer o dono de uma fábrica de chocolates?

.

4 – O Gato de CheshireAlice no País das Maravilhas, de Lewis Carrol

O Gato de Cheshire, também conhecido como o Gato que Ri, caracteriza-se por seu enoemr sorriso e sua capacidade de aparecer e desaparecer. Ele é bastante filosófico e reflexivo (à sua maneira) e é um dos poucos personagens que realmente dialogam com Alice. O Gato de Cheshire explica certas “regras” – de forma um tanto confusa – do País das Maravilhas para Alice e também a orienta em seu caminho.

Os motivos para conhecer o gato: eu amo gatos e isso já seria pretexto suficiente, mas acredito que a causa principal é porque ele é aparece e desaparece. Sempre pensei que seria divertido ver um sorriso em cima de uma árvore. Divertido e estranho, claro!

.

3 – EmíliaAs Reinações de Narizinho, de Monteiro Lobato

A boneca Emília é uma personagem que me acompanhou boa parte da infância. Eu amava ler as obras de Monteiro Lobato!

Emília é uma boneca de pano, recheada de macela. Em muitas histórias, ela troca de vestido, é consertada ou é recheada novamente. Narizinho faz e refaz suas sobrancelhas e seus olhos (que são de retrós e por isso arrebentam se Emília os arregala demais). Ela é capaz de andar e se movimentar livremente, porém muitas vezes é tratada por Narizinho como uma boneca comum e é “enfiada no bolso“.

Emília, na trama criada por Lobato, foi feita por Tia Nastácia. Nasceu muda e é curada pelo Doutor Caramujo, que lhe receitou uma pílula falante. Emília, então, desembesta a falar. Narizinho, preocupada, pediu ao doutor que a fizesse vomitar aquela pílula e engolir uma mais fraquinha. Mas, explicou Caramujo, aquilo era “fala recolhida”, que não podia mais ficar “entalada”.

Emília é conhecida por volta e meia “abrir sua torneirinha de asneiras“, principalmente quando quer explicar algo de difícil explicação ou justificar uma ação ou vontade. Além de falar muito, também costuma trocar os nomes de coisas ou pessoas por versões com sonoridade semelhante.

Diz o que pensa e quando leva bronca, finge que não é com ela. Não teme nada, apronta todas e é cheia de vontades.

.

2 – Alvo Dumbledore – saga Harry Potter, de J. K. Rowling

dumbledore

A épica batalha entre Dumbledore e Voldemort no quinto livro da saga Harry Potter.

Eu teria muito o que escrever para mostrar o quanto eu gostaria de conhecer Alvo Dumbledore. Inclusive, fiquei com muitas dúvidas se ele não merecia estar no número 1 dessa lista, no entanto, o primeiro lugar foi-me revelado pela literatura há mais tempo, sendo esse o verdadeiro motivo de Dumbledore estar na segunda colocação.

Dumbledore era considerado por muitos o feiticeiro mais poderoso do seu tempo. Era piedoso e sábio, emanava serenidade e compostura e raramente demonstrava sentir raiva ou medo. Foi o único bruxo a quem Lord Voldemort alguma vez temeu. Dumbledore era bastante excêntrico e bem humorado, usando, muitas vezes, o humor para fazer as pessoas se sentirem confortáveis diante a sua presença. Uma das qualidades que mais admiro em Dumbledore é a crença no poder espírito humano. Ele acreditava que o ser humano possuía uma profunda capacidade de amar e, muitas vezes, relembrava Harry Potter que o amor era a maior magia que existia pois foi o amor que havia salvo Harry da morte.

.

1 – Gandalf – O Hobbit, saga O Senhor dos Anéis, O Silmarillion, Contos Inacabados

Se eu tivesse que escolher um personagem para conhecer seria Gandalf, o Cinzento. Gandalf era um mago Istari, praticamente um “espírito angelical” do universo tolkieniano, e foi à Terra-Média com a missão de ser conselheiro dos homens e impedir que a escuridão voltasse. Ele sempre se manteve fiel a essa missão, durante todo o tempo em que esteve na Terra-Média: todas as suas viagens e pesquisas estavam centradas no objetivo de conseguir informações sobre uma forma de derrotar Sauron.

Gandalf, por John Howe

O mago está presente na expedição de Thorin Escudo de Carvalho e na viagem de Frodo para destruir o Um Anel. É a voz da razão e da sabedoria nesses empreendimentos. Além disso, é um grande guerreiro, preparado para os imprevistos e bastante intuitivo. Gandalf também é muito brincalhão e demonstra grande admiração e respeito pelas criaturas vivas da Terra-Média.
Para mim, um dos personagens mais interessantes da literatura.

.

E você, quais personagens literários gostaria de conhecer?

Anúncios

10 thoughts on “10 personagens literários que todo leitor deveria conhecer pessoalmente

  1. Oi 😀

    Eu gostei da lista mas eu acrescentaria mais um de HP, queria muito conhecer o Sirius também, acho ele muito amoroso e preocupado com Harry e isso me chama atenção nele, além de me deixar aflita sempre que vejo a cena dele morrendo nos filmes. De todos o que não morro de vontade de conhecer é o Ulisses, acho esse livro muito chato kkkkkk, acho que trocaria ele por Edward Cullen kkkkkkk.

    Beijos :*
    vidro-colorido.blogspot.com FB

    Curtir

  2. haha! Muito bom!
    O Sherlock Holmes seria bom para não esquecermos de nada que fizessemos na noite passado.
    Exemplo prático: bebeu de mais e não lembra o que aconteceu. Sherlock Holmes bate o olho e fala: “Você foi para tal lugar com tal pessoa à tal hora”. haha
    Assim como ele fez da primeira vez que viu Watson, deduziu que ele tinha acabado de voltar de uma guerra no Afeganistão.
    Outro motivo bom seria para ele nos ensinar isso que chama de Ciência da Vida, a Arte da Dedução.

    Leia meus contos no meu blog http://fazerbelasartes.wordpress.com/

    Curtir

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s