O Hobbit: Uma Jornada Inesperada

capa hobbit

O Hobbit: Uma Jornada Inesperada (2012), dirigido por Peter Jackson

.

Meu querido Frodo.
Uma vez você me perguntou se eu lhe havia contado tudo sobre as minhas aventuras. Pois, embora eu possa dizer que contei toda a verdade, posso não tê-la contado por completo. Estou velho agora, Frodo. Não sou mais o hobbit que já fui. E acho que é hora de você saber o que realmente aconteceu.
(Bilbo Bolseiro)

Essas palavras, escritas em um manuscrito futuramente entregue a Frodo Bolseiro em O senhor dos Anéis: O retorno do rei, dão início a uma segunda trilogia cinematográfica, assinada por Peter Jackson, inspirada na obra de J. R. R. Tolkien, O Hobbit.

Após quase um ano de sua estreia em 14 de dezembro de 2012, O Hobbit: Uma jornada inesperada ainda deixa fãs muito empolgados ao escutar a excelente trilha sonora de Howard Shore, que nos embala até o Condado, até a toca de Bilbo Bolseiro, anos antes da jornada de Frodo, em O Senhor dos Anéis.

A narrativa inicia praticamente no mesmo momento em que inicia O Senhor dos Anéis: A Sociedade do Anel, com Bilbo Bolseiro (Ian Holm) e Frodo Bolseiro (Elijah Wood), no dia da festa de aniversário e despedida de Bilbo. Para Bilbo, é um dia repleto de boas lembranças. Para Frodo, o início de uma aventura que mudará sua vida completamente. Para o espectador, a cena é um mergulho ao universo da Terra-Média e a lembrança da primeira trilogia encerrada há 9 anos.

E é através da memória que a história de Bilbo é narrada pois retornamos 60 anos no tempo e vemos Bilbo, interpretado agora por Martin Freeman, seguindo a sua rotina pacata no Condado e recebendo a visita do mago Gandalf, o Cinzento (Ian McKellen).

– Desculpe, eu o conheço?
– Sabe meu nome, embora não lembre que ele é meu. Sou Gandalf. E Gandalf significa… eu.
(Bilbo e Gandalf)

Gandalf convida Bilbo a participar de uma aventura, coisa que os hobbits não costumam ver com bons olhos. Apesar da resistência do pequenino, Gandalf acredita que Bilbo é perfeito para tal incumbência. Faz uma marca em sua porta que causará uma noite pra lá de tumultuada: Bilbo recebe em sua casa nada menos que 13 anões: Dwalin, Balin, Fili, Kili, Ori, Dori, Nori, Oin, Gloin, Bofur, Bifur, Bombur e Thorin Escudo de Carvalho.

anoes

A companhia de anões de Thorin Escudo de Carvalho

Apesar de ser uma comitiva, todos os anões são apresentados de forma individual, ou seja, percebemos, no decorrer do filme, as características de cada um desses personagens e suas relações de amizade. Cada um possui um papel importante dentro da companhia, seja por sua força física ou por sua sabedoria e fidelidade ao líder, Thorin, Escudo de Carvalho. A companhia possui o objetivo de viajar até a Montanha Solitária e libertar o reino de Erebor, antes pertencente aos anões, e conquistado há anos pelo dragão Smaug. Bilbo acaba por fazer parte deste grupo com uma função específica, será o ladrão.

– Senhor Bilbo, aonde o senhor vai?
– Não posso parar. Estou atrasado!
– Atrasado para quê?
– Vou partir numa aventura.
(Um hobbit e Bilbo)

partir numa aventura

Inicia-se, então, uma jornada inesperada pela Terra-Média. Nesse caminho, muitos personagens aparecerão: elfos, trolls, orcs, wargs e, um já bastante conhecido nosso, a criatura Gollum (Andy Serkis) e seu precioso Anel do Poder.

Um aspecto importante do filme é a preocupação ao apresentar personagens, fatos e situações do livro, além da mitologia da Terra-Média. Por se tratar da primeira parte de uma trilogia, alguns fatos e personagens servem como uma espécie de prelúdio para o que vem depois. Assim, o Necromante, as aranhas gigantes, o mago Radagast (Sylvester McCoy), a fortaleza de Dol Guldur, a aranha gigante Ungoliant, fazem parte da literatura tolkieniana, mas não necessariamente do livro O Hobbit”. No entanto, a presença destes é fundamental para atar as pontas entre a obra literária e o cinema. A explicação da origem das armas encontradas nas cavernas dos trolls, por exemplo, explica o motivo de Bilbo entregar sua espada Ferroada a Frodo, em O Senhor dos Anéis: A Sociedade do Anel.

– Bilbo. Tome. É para alguém do seu tamanho.
– Não posso ficar com isso.
– A lâmina foi feita pelos elfos. O que significa que ficará azul quando orcs estiverem por perto.
– Nunca usei uma espada na minha vida.
– E espero que nunca precise usar. Mas, se precisar, lembre-se: a verdadeira coragem não está em saber quando tirar uma vida, mas, sim, em quando poupar uma.
(Gandalf e Bilbo)

Diferentemente de O Senhor dos Anéis em que presenciamos núcleos de personagens muito marcantes como Frodo, Sam e Gollum; Aragorn, Legolas e Gimli; e Gandalf contracenando com todos estes, em O Hobbit o destaque é para o trio Thorin, Bilbo e Gandalf.

Thorin Escudo de Carvalho, interpretado por Richard Armitage

Thorin Escudo de Carvalho, interpretado por Richard Armitage

Thorin, interpretado por Richard Armitage, é um anão muito orgulhoso, um tanto arrogante e autoritário. Sua presença é imponente, quase intimidadora. Apesar disso, percebemos em seu olhar a tristeza de ter seu povo e sua família expulsos de seu lar e humilhados por habitantes dos diversos lugares pelos quais transitaram após a invasão de Smaug. Thorin parece levar o peso da responsabilidade em suas costas, possui uma fúria incontrolável por Azog, o orc pálido, mas, ao mesmo tempo, respeito pela própria vida e pela de seus companheiros. Thorin, em alguns momentos, parece querer humilhar Bilbo. Contudo, passa a respeitar a sua valentia nas situações de perigo, principalmente quando Bilbo o salva de Azog, após o episódio com os orcs.

Gandalf, o Cinzento - interpretado por Sir Ian McKellen

Gandalf, o Cinzento – interpretado por Sir Ian McKellen

Gandalf, o Cinzento, personagem que considero o melhor interpretado por Sir Ian McKellen, é a voz da razão e da sabedoria na comitiva. Seus sábios conselhos, geralmente com uma belíssima música de pano de fundo, chegam até nós como os momentos de reflexão da difícil viagem empreendida pelo grupo. Suas frases, além de serem repletas de palavras sábias, são recomendações dadas na hora certa para os obstáculos que irão surgir. No entanto, não é somente a sabedoria de Gandalf que nos chama a atenção. O mago é um guerreiro destemido, (como na primeira trilogia de filmes) preparado para os imprevistos e bastante intuitivo. Além disso, algumas cenas nos surpreende ao ver que Gandalf, antes da aventura de Frodo, é inseguro em alguns momentos, como quando está em Valfenda falando com Galadriel (Cate Blanchet), Elrond (Hugo Weaving) e Saruman (Christopher Lee). Além dessa característica um tanto nova para os espectadores, Gandalf mostra-se também bastante brincalhão com os anões, no jantar na casa de Bilbo, e na participação de apostas com eles. Percebemos, então, a evolução desse personagem ao longo da aventura, provando que todos os seres crescem, de alguma forma, com as suas experiências ao longo da vida. Certamente, ao acompanhar a trajetória de Bilbo, Gandalf também aprende muito com as situações e os seres com quem convive.

bilbo 2

Bilbo Bolseiro, interpretado por Martin Freeman

Mas quem rouba a cena realmente é Martin Freeman, ao interpretar Bilbo Bolseiro. Bilbo é um hobbit tranquilo, tímido e ingênuo. Acostumado com a sua rotina no Condado, gosta do conforto, da boa comida, de uma boa noite de sono e, principalmente, do sossego dos seus dias. Possui um espírito curioso e aventureiro, apesar de este somente se manifestar durante a viagem até a Montanha Solitária. Bilbo tenta agradar a todos, é frequentemente alvo de piadas e deboches, já que não é acostumado com as dificuldades de uma vida sem pouso fixo como a dos anões. Bilbo não é agressivo, não sabe manejar uma espada, não sabe lutar e nunca roubou nada em sua vida. No entanto, ele é o escolhido para um papel fundamental na empreitada. Ele será o ladrão, ele deverá entrar no castelo sem Smaug notar. Nem ele realmente assimila a importância disso no começo. É no decorrer da trajetória que Bilbo realmente compreende o seu papel dentro da comitiva, não só ele, mas os anões também começam a perceber o quanto Bilbo é importante. Bilbo cativa os personagens e é partir daí que surgem relações de amizade, carinho e respeito entre eles. Martin Freeman consegue entender a essência do Bilbo escrito por Tolkien. Sentimos, com Bilbo, o mesmo olhar de encanto ao se deparar com a paisagem de Valfenda e o mesmo frio na barriga durante o encontro com Gollum. São poucos os atores que conseguem fazer isso.

– Mithrandir? Por que o pequeno?
– Eu não sei. Saruman acredita que apenas um grande poder pode manter o mal sob controle. Mas não foi isso que descobri. Eu descobri que são as coisas pequenas, os feitos diários das pessoas comuns, os simples atos de bondade e amor, que mantêm o mal afastado. Por que Bilbo Bolseiro? Talvez seja porque eu tenho medo. E ele me dá coragem.
(Galadriel e Gandalf)

bilbo 1

Bilbo admirando Valfenda

O Hobbit: Uma Jornada Inesperada é um filme espetacular. Peter Jackson fez valer os nove anos de espera por mais uma aventura na Terra-Média. As atuações são excelentes, os efeitos visuais são ótimos e o roteiro bem elaborado. As alterações inseridas respeitaram bastante a obra literária e a trilogia anteriormente realizada pelo diretor. Essas alterações poderiam ter deixado o filme cansativo, mas acredito que não. Pelo contrário, dão maior profundidade e compreensão do universo criado por Tolkien..

.

.

– Você pode prometer que eu vou voltar?
– Não. E, se você voltar não será mais o mesmo.
(Bilbo e Gandalf)

.

A segunda e a terceira partes já estão agendadas. O Hobbit: A Desolação de Smaug, estreia na próxima semana, dia 13 de dezembro. O Hobbit: Lá e de Volta Outra Vez, em julho de 2014. Esperamos que a qualidade do primeiro filme se mantenha nas continuações.

.

Anúncios

6 thoughts on “O Hobbit: Uma Jornada Inesperada

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s