A Bastilha e as comemorações do 14 de julho francês

.

Hoje é feriado nacional na França, a Festa Nacional, como chamam os franceses. Dois acontecimentos importantes ocorreram no dia 14 de julho para o país: em 1789, a tomada da fortaleza da Bastilha e, no ano seguinte, a Festa da Federação.

Você sabia que oficialmente a comemoração não é pela queda da Bastilha e sim pelo que ocorreu no ano seguinte, dia 14 de julho de 1790?

Então, apesar de o senso comum afirmar que nesse dia é celebrada a queda da Bastilha, a data somente entrou para o calendário cívico francês como a comemoração da Festa da Federação. A escolha de foi realizada no final do século XIX, quando a Terceira República da França buscava consolidar o novo regime e construir um imaginário nacional próprio. Em 1880, o deputado Benjamin Raspail propôs o dia da tomada da Bastilha como data da festa nacional. Alguns parlamentares, no entanto, acreditavam que a violência que havia marcado tal episódio revolucionário – quando o povo parisiense cortou a cabeça do governador da prisão e linchou os veteranos encarregados de vigiar os prisioneiros – possuía um caráter muito polêmico.

Já o 14 de julho de 1790, festejava a união nacional. Aproximadamente 100 mil soldados federados entraram em Paris e desfilaram da Bastilha ao Campo de Marte. Luís XVI, a rainha Maria Antonieta e o delfim (príncipe herdeiro) instalaram-se no pavilhão montado em frente à Escola Militar. Do outro lado, haviam erigido um arco triunfal. Nas tribunas, acotovelavam-se 260 mil parisienses.

Por fim, no ponto alto da celebração, La Fayette jurou fidelidade à nação, ao rei e à lei, juramento repetido pela multidão. Luís XVI jurou fidelidade à Constituição. Um Te Deum (hino litúrgico) encerrou a jornada, que terminou em vivas e abraços.

Foi esse espírito que os deputados do século XIX quiseram associar ao 14 de julho. Na memória coletiva, porém, a data sempre será lembrada como o dia em que o povo tomou a Bastilha, o maior símbolo do absolutismo francês.

.

Fonte: Revista História Viva.

.

.

Prise de la Bastille, de Jean-Pierre Louis Laurent Houël

.

.

Bastilha (em francês: Bastille) era uma fortaleza situada em Paris. Começou a ser construída no ano de 1370, durante o reinado e Carlos V e foi concluída doze anos depois, em 1382.

A Bastilha foi construída como Bastilha de Saint-Antoine durante a Guerra dos Cem Anos, por Carlos V da França. Inicialmente serviu apenas como mero portal de entrada para o bairro de Saint-Antoine, mas de 1370 a 1383 o portal foi ampliado e reformado para se transformar numa fortaleza, que serviria para defender o lado leste de Paris, além de um palácio real que ficava nas proximidades, constituindo-se no mais forte ponto de defesa da muralha do rei. Após a guerra, começou a ser utilizada pela realeza francesa como prisão estadual (o rei Luís XIII foi o primeiro a enviar prisioneiros para lá). Encontrava-se onde hoje está situada a Place de la Bastille (“Praça da Bastilha”) em Paris.

Tornou-se um símbolo do absolutismo francês, sendo que vários intelectuais e políticos foram presos em seus cárceres. Entre os prisioneiros mais famosos, podemos citar: Bassompierre, Foucquet, o homem da máscara de ferro, duque de Orleans, Voltaire, Latude entre outros.

Mesmo abrigando em torno de 7 mil presos, no dia 14 de julho de 1789, a Bastilha foi atacada e tomada pelo povo. Os presos políticos foram libertados. Este momento histórico foi muito importante pois marca o início da participação do povo na Revolução Francesa, mostrando que o país se encontrava numa grave crise econômica.

Ficou conhecida por ter sido o palco do evento histórico conhecido como a Queda da Bastilha, em 14 de Julho de 1789, o qual aliado ao Juramento do Jogo da Péla, está entre os fatos mais importantes do início da Revolução Francesa.

O evento foi grandiosamente comemorado exatamente um ano depois na pomposa festa que ficou conhecida como a Fête de la Fédération (A Festa da Federação). A data tornou-se feriado nacional na França, sendo comemorada anualmente. É popularmente chamada de “Dia da Bastilha”, apesar de na França denominarem-na Fête Nationale (A Festa Nacional).

Em novembro de 1789 a Bastilha foi totalmente demolida.

.

Caso você queira saber um pouco mais sobre a queda da Bastilha e a Revolução Francesa, existe um documentário do History Channel disponível no youtube:

.

.

.

.

Alguns filmes que tratam da Revolução Francesa:

.

.

Danton: o processo da Revolução (1982), com Gérard Depardieu

.

.

Maria Antonieta (2006), com Kirsten Dunst

.

Veja também que movimento literário surgiu na época da Revolução Francesa clicando nos links abaixo:

.

[Slides #1] Romantismo: contexto histórico e autores principais

[Slides #3] A poesia romântica brasileira

.

Anúncios

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s