Honoré de Balzac: 213 anos

.

Da maciez de uma esponja molhada até à dureza de uma pedra-pomes, existem infinitas nuances. Eis o homem.

Honoré de Balzac

.

Honoré de Balzac (1799 – 1850)

.

Honoré de Balzac nasceu em Tours, em 20 de maio de 1799. Foi um escritor francês, notável por suas observações psicológicas. É considerado o fundador do Realismo na literatura.

Balzac teve uma infância um tanto complicada. Nasceu e foi enviado a uma ama de leite. Após quatro anos, retorna para a sua casa, mas é mantido afastado de seus pais, sendo criado praticamente pela governanta. Essa situação era bastante comum nas famílias daquela época. Aos oito anos, Balzac foi enviado ao tradicional e rigoroso colégio oratoriano de Vendôme, local em que estudou durante sete anos. Diz-se que o menino teve sérias dificuldades de adaptação à rotina e à aprendizagem na escola, passando a maior parte do tempo sozinho, de castigo. Essas lembranças são transpostas para o seu romance Louis Lambert (1832), que narra a história de um menino que estuda em um colégio oratoriano em Vendôme.

.

Devorava livros de qualquer espécie, alimentando-se indiscriminadamente de obras sobre religião, história e literatura, filosofia e física. Ele havia me dito que encontrava prazer indescritível ao ler dicionários, por falta de outros livros.

Louis Lambert, Honoré de Balzac

.

Em 1814, sua família muda-se para Paris e Honoré estuda durante dois anos e meio com professores particulares. Em 1816, ingressa na Sorbonne (Universidade de Paris), onde tem aulas de história moderna, literatura francesa, literatura clássica e filosofia. Após os estudos, seu pai o convenceu a segui-lo no Direito. Trabalhou como estagiário no escritório de um amigo da família, Victor de Passes. Este, em 1819, pediu a Honoré de Balzac que o sucedesse nos negócios, mas ele negou, desistindo, então, da carreira de advogado. A partir daí, Balzac dedica-se à carreira literária.

O primeiro projeto foi um libreto para uma ópera cômica chamada Le Corsaire, baseado no The Corsair de Lord Byron. Percebendo, no entanto, que teria dificuldades em encontrar um compositor, voltou-se para outras atividades.

Em 1820, havia completado cinco atos da tragédia em versos, Cromwell. Quando terminada, seu revisor, um homem chamado Andrieux, ex-tutor de Eugène Surville, irmã de Balzac, escreveu no manuscrito: “O autor pode fazer tudo o que quiser, exceto literatura.” Apesar desse comentário, Balzac continuou escrevendo. Publicou cerca de noventa romances e novelas, trinta contos e cinco peças de teatro. Foi o resultado surpreendente de uma dedicação de cerca de 15 horas diárias à tarefa de escrever.

Em 1821, Balzac conheceu o empreendedor Auguste Lepoitevin, que convenceu o jovem a escrever contos que mais tarde seriam vendidos por ele a editoras. Em seguida, Balzac focou-se em obras mais longas, e em 1826 já havia escrito nove romances, todos publicados sob pseudônimos.De 1825 a 1828, Balzac lança-se aos negócios, sempre na expectativa de enriquecer rapidamente: associa-se a um livreiro, torna-se proprietário de uma tipografia, transforma-se em editor.  Ao final desse período, interessa-se pela carreira política, abraçando opiniões católicas e monarquistas, fundando sua doutrina conservadora sobre a autoridade política e religiosa.

Depois de escrever diversas novelas, em 1842, Balzac concebeu a ideia para uma enorme série de livros que retratariam o panorama de “todos os aspectos da sociedade”. No início tenha chamou o projeto de Etudes des Mœurs (Estudos de Boas Maneiras), mais tarde ganhou o nome de A Comédia Humana (La Comédie Humaine), e ele incluiu nesta coleção todas as ficções que ele havia publicado durante sua vida sob seu nome real. La Comédie Humaine  era o trabalho da vida de Balzac e também se tornou sua maior conquista.

.

Alguns romances que fazem parte de A Comédia Humana, de Honoré de Balzac

.

Paralelamente a esse trabalho gigantesco, Balzac leva uma vida mundana, frequentando os salões de Paris, realizando viagens e procurando em vão meios e medidas infalíveis de enriquecer, constante que o perseguirá durante toda a sua vida, com alternância de desastres e sucessos, e com a adoção de fugas ante o assédio dos credores.

Em janeiro de 1833 principia sua correspondência com a condessa Ewelina Hanska, uma admiradora polonesa, com quem se casaria anos depois, em 14 de maio de 1850, poucos meses antes de morrer.

.

.

Mundo balzaquiano

.

O fluxo criador de Balzac pode ser desdobrado em três etapas: a primeira, que se estende até 1829, é um período de aprendizado; a segunda, que abrange o período de 1834 a 1842, é um período de consolidação e de fixação do seu sistema novelístico; e a terceira, que abrange o desenvolvimento entre 1842 e 1850, em que o universo romanesco de Balzac é unificado sob o título geral de A Comédia humana.

Nesse plano de ininterrupto impulso criador, pode-se afirmar que a vida de Balzac esteve literalmente colocada a serviço das exigências técnicas de suas obras.

A criação do mundo balzaquiano obedece a uma progressiva diversificação de situações, de personagens, de caracteres, de destinos humanos – um retrato de amplas dimensões da sociedade francesa da primeira metade do século 19.

Por suas qualidades, pela amplitude da área social tratada, pela técnica de que se vale o autor para a liberação de forças psicológicas e sociais nos próprios caracteres que movimenta, temos de admitir que a história do romance no Ocidente se divide em duas metades: antes e depois de Balzac.

Fonte: Wikipedia e outros sites de pesquisa.

.

Livros e estudos sobre Balzac (em inglês) você pode encontrar nesse site aqui e fazer download.

Caso você queira comprar alguns romances, a L&PM possui a Série Balzac por preços acessíveis. Acesse o site e confira.

.

escultura em homenagem a Honoré de Balzac, por Auguste Rodin

.

E você já leu alguma obra de Balzac? Acesse a lista completa das Obras de “A Comédia Humana” e leia alguma. Vale a pena. 🙂

.

Beijinhos,

Ana Karina

Anúncios

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s