O que fazer no Rio de Janeiro em dia de chuva

.

Minha única vontade é viajar, viajar longamente por essas terras do interior que não conheço, vendo a noite acender bruscamente essas pequenas cidades que se aconchegam à beira dos rios, ou que se agasalham em vales percorridos de agrestes, dilacerantes perfumes. (…) Agora quero de novo os espaços livres – a mim, serenidade, que o voo é amplo e para regiões mais puras.

                                      Lúcio Cardoso

..

vista da Cidade Maravilhosa em um lindo dia de sol

.

Às vezes alguns locais ganham certa fama conforme as atividades realizadas pelas pessoas que os visitam. Ou ainda as empresas de turismo ajudam a criar uma imagem para esses lugares como se só existissem alguns passeios determinados para fazer, como se esses lugares se resumissem a esses passeios.

Faz de conta que você fez uma viagem para um lugar e os dias foram extremamente chuvosos. O que você faz?

Pensei nisso bastante no último feriadão, o de Corpus Christi. Fui para o Rio de Janeiro e, como a previsão do tempo havia prometido, choveu quase todos os dias.

Eu que estava visitando a cidade pela segunda vez não me abalei. Jamais achei que o Rio se resumisse à praia, sol, Pão de Açúcar e Cristo Redentor. Pelo contrário, acho um dos lugares mais culturais do Brasil e curto muito ir a pontos turísticos históricos e pensar sobre a história deles.

Então, aqui vão algumas sugestões do que se pode fazer na cidade maravilhosa em dia de chuva:

.

.

1 – Theatro Municipal do Rio de Janeiro

.

.

.

Na estação Cinelândia, o Theatro Municipal do Rio de Janeiro foi restaurado em 2009 e 2010, quando completou 100 anos. Em 2011, havia uma visita guiada no valor de R$ 10,00. Dessa vez eu não fui porque aproveitei para conhecer outros casas culturais, mas dou a dica: vale muito a pena! A visita inicia numa sala de cinema onde é projetado um vídeo sobre o restauro. Nesse momento já se percebe a imensidão e a riqueza do prédio. Foram 850 dias de trabalho, mais de 500 pessoas envolvidas. O resultado parece ótimo pois o teatro é realmente muito bonito.

O tempo da visita é de aproximadamente 1 hora. São dois guias levando um grupo de 20 pessoas. Achei bem bacana.

.

.

2 – Biblioteca Nacional

.

.

.

Na estação Cinelândia também, a Biblioteca Nacional do Brasil, considerada pela UNESCO uma das dez maiores bibliotecas nacionais do mundo, é também a maior biblioteca da América Latina.

O núcleo original de seu poderoso acervo calculado hoje em cerca de nove milhões de itens é a antiga livraria de D. José organizada sob a inspiração de Diogo Barbosa Machado, Abade de Santo Adrião de Sever, para substituir a Livraria Real, cuja origem remontava às coleções de livros de D. João I e de seu filho D. Duarte, e que foi consumida pelo incêndio que se seguiu ao terremoto de Lisboa de 1º de novembro de 1755.

É um lugar lindíssimo e também possui uma visita guiada, para que as pessoas possam conhecer sua história e sua importância para a cultura brasileira.

.

.

3 – Museu Nacional de Belas Artes

.

dentro do museu, em uma exposição sobre a obra de Ferreira Gullar

.

O museu localiza-se na estação Cinelândia. Eu tive a sorte de ver diversas exposições e tenho certeza de que quem gosta de programas culturais vai adorar!!!

.

4 – Centro Cultural Banco do Brasil

.

.

fachada do CCBB Rio

.

Simplesmente umas das casas culturais mais lindas do Rio. Eu adorei o lugar, o prédio é muito bonito e as exposições geralmente são muito interessantes. É bem pertinho da Igreja da Candelária, o Centro Cultural Banco do Brasil ocupa o histórico nº 66 da Rua Primeiro de Março, prédio de linhas neoclássicas que, no passado, esteve ligado às finanças e aos negócios. Sua pedra fundamental foi lançada em 1880, materializando projeto de Francisco Joaquim Bethencourt da Silva (1831-1912), arquiteto da Casa Imperial, fundador da Sociedade Propagadora das Belas-Artes e do Liceu de Artes e Ofícios.

Inaugurado em 12 de outubro de 1989, transformou-se em polo multimídia e fórum de debates. Com 17 mil metros quadrados, o CCBB RJ integra muitos espaços num só, onde a arte está permanentemente em cartaz.

.

5 – Caixa Cultural

.

.

A CAIXA Cultural Rio de Janeiro possui duas instalações no Centro do Rio de Janeiro, sendo uma na Avenida Chile e a outra está localizada no edifício-sede da CAIXA, na Avenida Almirante Barroso, perto da estação Cinelândia também.

A Unidade Barroso, inaugurada em 29 de junho de 2006, abriga em seus mais de 6.000 m2 um teatro de arena, dois cinemas, três galerias de arte, uma cafeteria, uma bombonière, além de salas de oficinas e ensaios.
A programação garante o acesso gratuito às exposições, debates, visitas guiadas, oficinas e afins, e os espetáculos apresentados nos teatros e cinemas têm preços populares.

.

6 – Casa de Rui Barbosa

.

.

A Casa de Rui Barbosa foi, para mim, um dos lugares que mais visitei. Primeiro porque era perto de onde eu estava hospedada e segundo porque o acervo do escritor que estudei no meu mestrado, o Lúcio Cardoso, está lá.

A Fundação Casa de Rui Barbosa é uma instituição pública federal, vinculada ao Ministério da Cultura, e oferece um espaço reservado ao trabalho intelectual, à consulta de livros e documentos, e à preservação da memória nacional.

Situada circunstancialmente na cidade do Rio de Janeiro, a Fundação Casa de Rui Barbosa preserva e divulga acervos de interesse nacional, por constituírem patrimônio cultural importante, e realiza trabalhos de alcance internacional.

Não perde de vista a importância do atendimento diário ao visitante e ao usuário dos serviços, desde a simples visita ao jardim até a pesquisa de trabalhos acadêmicos complexos.

.

7 – Confeitaria Colombo

.

aaahhh, esse capuccino!

.

A Confeitaria Colombo é puro glamour!!! Lugar lindíssimo, vale a pena visitar, tirar foto, comprar lembrança e COMER DOCE!!! Sim, os doces são maravilhosos e o capuccino também.

Localiza-se na Rua Gonçalves Dias, n. 32. No centro do Rio.

.

.

Esses são alguns dos muitos lugares que gostei de visitar na cidade maravilhosa e que não precisa estar tempo bom para conhecer. Claro que é melhor quando dá para ir à praia também, mas achar que o Rio se resume à praia é ignorar a grandeza cultural e histórica da cidade. Além desses locais, existem muitos outros. Caso você se interesse, acesse o site da Prefeitura e o do Metrô para ver outros lugares bacanas.

No ano de 2011, quando visitei o Rio pela primeira vez, eu criei um blog para poder me comunicar com minha família. Caso você tenha interesse em vê-lo, acesse aqui.

.

E você, o que faria se viajasse para algum lugar e só chovesse? Faria também programas culturais ou ficaria no hotel o dia inteiro?

Espero que tenham gostado das dicas.

.

Beijinhos, 

Ana Karina

About these ads

6 thoughts on “O que fazer no Rio de Janeiro em dia de chuva

  1. Oi Ana Karina, você acertou no ponto. A cidade do Rio de Janeiro, tem uma programação cultural pulsante, com peças, exposições, museus.
    A Biblioteca Nacional está entre um dos meus preferidos.
    Valeu pelo post.
    Abraço

    Curtir

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s