Vanguardas culturais europeias

No agitado cenário europeu do começo do século XX, a arte se renova em diferentes movimentos. Em comum, todos pretendem criar referências estéticas mais adequadas ao dinamismo dos novos tempos. A partir desse post, você saberá um pouco mais sobre a arte moderna e de que modo as vanguardas se relacionam com o contexto histórico do início do século XX.

Nas três primeiras décadas do século XX, o cenário artístico europeu vivia um momento de grande agitação. Diferentes movimentos artísticos, denominados vanguardas, surgiram para estabelecer novas referências para a pintura, a literatura, a música e a escultura.

Carga de lanceiros (1914-15), de Umberto Boccioni

O novo século precisava criar as próprias referências estéticas. É nesse contexto histórico-cultural que nascem os vários “ismos”: Cubismo, Futurismo, Expressionismo, Dadaísmo e Surrealismo.

Praticamente todas as vanguardas lançaram manifestos. Esses manifestos eram textos que divulgavam as propostas das novas formas de expressão artística e definiam estratégias formais para alcançá-las.

"Velocidade abstrata: o tempo passou", de Giacomo Balla

Cada uma das vanguardas que surgem no início do século XX apresenta um projeto próprio, mas todas elas têm uma intenção em comum: romper radicalmente com os princípios que orientavam a produção artística do século XIX. Podemos, então, resumir o projeto artístico das vanguardas como um movimento ousado que quer libertar a arte da necessidade de representar a realidade de modo figurativo e linear.

O desafio enfrentado pelos novos artistas é claro: encontrar uma nova linguagem capaz de expressar a ideia de velocidade, capturar a essência transformadora da eletricidade, o dinamismo dos automóveis. Por esse motivo, toda a produção artística de vanguarda terá um caráter de ruptura, de choque e de abertura. A ruptura se dá com os valores e princípios do passado; o choque, com as expectativas do público. A abertura é marcada pela busca de novos modos de olhar e interpretar a realidade em permanente estado de transformação.

Les Demoiselles d'Avignon (1907), de Pablo Picasso

Para conhecer os movimentos culturais desse período, clique nos links abaixo:

Cubismo

Futurismo

Expressionismo

Dadaísmo

Surrealismo

Fonte:  ABAURRE, Maria Luiza M., ABAURRE, Maria Bernadete M., PONTARA, Marcela. Português: contexto, interlocução e sentido. São Paulo: Moderna, 2008.

About these ads

3 thoughts on “Vanguardas culturais europeias

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s